Parceria: Henri Cartier-Bresson.

Blog em Parceria: Henri Cartier-Bresson Visite!

To me, photography is the simultaneous recognition, in a fraction of a second, of the significance of an event.”-Henri Cartier-Bresson

“Qual o mais importante atributo de um ator de sucesso? 1.Talento. 2.Sorte. 3.Resistência”. Segundo Laurence Olivier (1989, p.202 ): Confissões de um Ator – segundo Leonn, (2011).


“O ator emotiva o público! Um ator sem alma, com ofício... É como o Teatro sem o público”, (Lúcio Leonn, 1989).

note-me por email

Páginas

notadores

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Tecnologias e Sociedade- tarefa 1 (UnB):Tecnologias Contemporâneas na Escola 2:

Pesquise sobre a relação de novas tecnologias e suas Interfaces por Lúcio José de Azevêdo Lucena

Arte & Tecnologias
"No cinema a imagem que vemos na tela também passou por um texto escrito, foi primeiramente 'vista' mentalmente pelo diretor, em seguida, reconstruída em sua corporeidade num set, para ser finalmente fixada em fotogramas de um filme. (...) Esse 'cinema mental' funciona continuamente em nós - e sempre funcionou, mesmo antes da invenção do cinema e - não cessa nunca de projetar imagens de nossa 'tela interior'. (Segundo Lúcio Leonn, segundo Maria Isabel Leite, (2004) apud Italo Calvino, p.104.).
(Imagem reprodução)


“A tecnologia aproximou essas áreas [arte/ciência/indústria] da ação humana numa nova integração, e arte técnica, em especial a informática, aproximou de forma dominante os campos artísticos. A multimídia, integrando imagem, som e texto, promete pôr abaixo quatro séculos de isolamento e autonomia das linguagens artísticas”- (Segundo Lucio Leonn apud Cristina Costa, 1999), grifo meu.

Imagem abaixo(acervo pessoal de), Lúcio Leonn(cangaceiro Coqueiro), em filme curta-metragem, de Iziane Mascarenhas - "Querença", 2008.

“E, com o surgimento de novas tecnologias, a dança ganha mais espaço alternativo: o espaço virtual, ou seja, a tela do aparelho de TV, dos computadores, das máscaras virtuais. Assistir a uma dança em um programa de TV ou em vídeo é bem diferente de vê-la no espaço real, pois a falta de contato altera nossas sensações. Isso não quer dizer que não sentimos nada, mas as sensações e os sentimentos são provavelmente bem diferentes.” (As danças virtuais, Lúcio Leonn, segundo Coll e Teberosky (2004), p.168.).

“Desde sempre, o artista desempenha a função de convocar o olhar para o que antes não era visto. (...) A tentativa é encontrar tecnologias capazes de introduzir a arte em domínios não antes explorados para corporificar novos modos de expressão artística capazes de criar impactos.” (Convocações multissensoriais da arte do século XX. Segundo Lúcio Leonn, segundo Oliveira (1999), subcapitulo: o Artista, ainda um demiurgo, pp.91-92.).

Logo,

“Quem pensa a dança hoje inquieta-se com as múltiplas articulações entre tecnologia e movimento. (...) A hibridação entre corpo e tecnologia é o nosso destino. Que a dança encontre a sua estética!” (Segundo Lúcio Leonn apud Paulo Vaz e Mauricio Lissovsky, (2006), subcapitulo Tecnologias e Movimento, p.49.)
C
O
R
P O
Cibernético -@###############@################@###############@
“As performances de Stelarc (imagem, (reprodução) acima) envolvem robótica e outras tecnologias relativamente modernas. Nesse trabalho, permitiu que seu corpo fosse controlado remotamente por estimuladores eletrônicos de músculos conectados à internet.”

Educação & Tecnologias
"No ensino presencial ou virtual, há uma comunidade de ensino/aprendizagem em rede, mediada pelo ambiente e seu cotidiano. É espaço de possibilidades. Para isso, faz-se importante à aproximação das pessoas, um salutar relacionamento com o professor/tutor/supervisão acadêmica e demais membros de equipe. (...) Assumir compromisso de tempo, caminhar pelo processo investigativo via formação docente no ensino de teatro virtual e mesmo que presencial, tem sido um desafio. Logo, para nos tornar completo como profissionais da educação, penso que, o campo da educação tecnológica tende a revelar um professor antenado e alfabetizado, pelas novas tecnologias da informação e da comunicação digital.” Segundo Lúcio José de Azevêdo Lucena-Lúcio Leonn, (2008).



Alunos da Universidade de Brasília-UnB/Instituto de Artes-IdA. Licenciatura em Teatro do Programa Pró-Licenciatura - Teatro a distância (UnB/UNIR/MEC): Aula Inaugural
Fotografia & Tecnologias
“(...) a manipulação computacional da imagem ou processamento da imagem implica o poder do computador para produzir mudanças até mesmo em imagens que não foram originalmente criadas dentro dele. Assim, imagens previamente existentes, como fotos, reproduções fotográficas, filmes e vídeos, são digitalmente armazenados no computador para serem trabalhadas em uma multiplicidade de modos possíveis, desde a edição e intensificação da cor até a indetectável adição, rearranjo, substituição ou remoção de certos traços ou partes da figura”. (Por que as comunicações e as artes estão convergindo? Segundo Lúcio Leonn, segundo apud Santaella, (2005). Capitulo: as afinidades & atritos entre fotografia e arte, p.28.).


***Em 1872, Leland Stanford, o magnata ferroviário e ex-governador da Califórnia, questionou Muybridge sobre a possibilidade de comprovar se um cavalo galopando ficava, mesmo que por pouco tempo, com as quatro patas fora do chão. A fotografia naquela época não estava muito desenvolvida mas, mesmo com essas restrições técnicas, Muybridge conseguiu satisfazer Leland e seu amigo Frederick MacCrellish.


Com o auxílio de três baterias de máquinas fotográficas, era possível registrar o movimento de vários ângulos. As fotografias eram tomadas numa velocidade de 1/6000s. (Vide imagens (de reprodução), acima.)
Novas Tecnologias & A Sociedade
“Ao invés de ANTES, escrever... O verbo agora é digitar, clicar...” Lúcio Leonn, 2009.



“Com o advento da Internet, passou-se a ter acesso a bancos, supermercados, restaurantes, farmácias, entre muitas outras facilidades do cotidiano, sem sair de casa. Todavia não se pode deixar de observar o lado negativo destas novas tecnologias e facilidades. O lado que contribui com a segregação do homem. Enquanto a tecnologia barateia os custos do deslocamento da informação para o usuário doméstico, as grandes empresas também se utilizam desta mesma benesse, o que pode acarretar em uma força que age em detrimento da sociedade.

Nesta análise não se pode pensar apenas na máquina da unidade de produção, que faz muitas vezes mais rápido o mesmo serviço que o ser humano, que por conseqüência desta perde o emprego. Há de serem considerados os prejuízos trazidos de uma maneira muito mais ampla.
Não deve ser esquecido que as novas tecnologias fazem parte de um processo muito maior que é a globalização. Considerando este mesmo processo é sábio afirmar que as novas tecnologias contribuem e muito para a segregação dos mais pobres, a qual a globalização propaga.

Esta mesma tecnologia, que serve para tantas coisas úteis no dia-a-dia, também serve como facilitadora da mobilidade do capital, e, por conseqüência disso, da própria empresa, que emprega centenas de habitantes de uma determinada cidade. Quando vislumbra que pode haver mais lucros em outro local, abandona facilmente esta região, tendo como base de mobilidade a mesma tecnologia facilitadora da mobilidade de informação.

Por certo que não se pode renunciar a toda esta tecnologia, por possuir valiosos prós, e mesmo que se optasse por fazê-lo, não haveria como. Tais tecnologias fazem parte de um processo que não pode ser freado, apenas acompanhado, analisado, sendo de grande valia manter-se ciente de toda esta situação, tornando-se última opção alienar-se com relação às coisas que ocorrem no cotidiano.” [Segundo, Lúcio Leonn Apud Filipe P. Mallmann In: “As Novas Tecnologias & A Sociedade”, de 06 de junho de 2007.].

Música & Tecnologias
Tornou-se freqüente relacionar a música eletrônica com o desenvolvimento das tecnologias digitais, designando aquela como um típico fenômeno da cibercultura (Lévy, 1999). Ainda que também consideremos esta articulação relevante, interessa-nos aqui distinguir diferentes abordagens acerca da cibercultura. Primeiramente, buscamos nos afastar de certa perspectiva marcada por uma abordagem determinista, utópica, de matriz técnico-libertária, que entende a comunicação medida por computador como a base de um novo espaço público em que se reconfiguram e otimizam as interações sociais, criando um ambiente propício à troca, à reciprocidade, à criação de laços afetivos. Nesse ambiente informacional descentralizado e rizomático, relações mais democráticas entre todos os indivíduos emergiriam “naturalmente” tão logo todos possam, sem prévia restrição, produzir e fazer circular informação. (...).” [Segundo Lúcio Leonn (2009) apud Simone Pereira de Sá e Leonardo Marchi, (2003). In: MÚSICA E NOVAS TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO, subtópico, pp.47-48.].]

____________________________________

Fontes consultadas onlines digitais

blog pessoal de Lúcio José de Azevêdo Lucena-Lúcio Leonn. Acesso online: outubro de 2009. Fragmentos de Textos disponíveis num Todo em:
http://notasdator.blogspot.com/2009/03/questoes-de-estrategias-de-ensino.html
http://notasdator.blogspot.com/2008/12/anlise-via-d-v-d-performance-su-ohad.html
http://notasdator.blogspot.com/2008/08/anlise-coreogrfica-obra-smoke.html
http://notasdator.blogspot.com/2009/07/amelia-via-dvd-de-edouard-lock.html
http://notasdator.blogspot.com/2009/07/relacao-em-triade-modulo-tecnologias-de.html

Outras fontes consultadas onlines digitais

http://conceito.wordpress.com/2007/06/06/19/
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=641364
http://www.cotianet.com.br/photo/great/Muybridge.htm
http://www.pos.eco.ufrj.br/ojs-2.2.2/index.php/revista/article/viewFile/213/208

Licenciatura em Teatro do Programa Pró-licenciatura. UnB/UNIR/MEC
Módulo Tecnologias Contemporâneas na Escola 2
Tutorias: Martha Lemos/Maria Cristina
Aluno Lúcio José de Azevêdo Lucena -Lúcio Leonn
Tarefa 1 Pesquise sobre a relação das novas tecnologias e suas Interfaces
Professor Christus Nóbrega
31/10/09 Pólo Ceilândia-DF (18h00min)

Nenhum comentário: